28 março 2011

World Naked Bike Ride

in:
http://www.menosumcarro.pt.php5-13.dfw1-2.websitetestlink.com/2011/03/28/world-naked-bike-ride-chega-a-portugal/


"Portugal prepara-se para receber a primeira World Naked Bike Ride (WNRB), uma iniciativa que já foi realizada – pelo menos – em 70 cidades de 20 países. A acção, que está marcada para o dia 5 de Junho no Parque Eduardo VII, em Lisboa, tem como objectivo contestar o domínio dos combustíveis fósseis e o actual sistema de transporte rodoviário, de uma forma original.
Segundo o jornal i, esta é a primeira WNBR portuguesa e a intenção é usar o corpo nu em cima de uma bicicleta para contestar o actual domínio do automóvel sobre a sociedade e toda a poluição que o seu uso promove, assim como incentivar os habitantes a utilizarem à bicicleta como meio de transporte.
A proposta é pedalar nu desde o Parque Eduardo VII até à Torre de Belém, no Dia Mundial do Ambiente (5 de Junho), decretado em 1972 pela Assembleia Geral das Nações Unidas.
Para divulgar a iniciativa, que tem como lema “Vem pedalar o mais nu que conseguires”, foi criada uma página no Facebook, onde o apelo é inequívoco: “Venham ajudar-me a criar uma WNBR”.
Para além dá página de Facebook, a organização criou ainda um blog onde destaca as vantagens de utilizar a bicicleta como meio de transporte em detrimento do veículo particular: “Já é tempo de parar com a exposição indecente das pessoas e do Planeta aos carros e a poluição que eles criam”; “Imagem do corpo/respeito pelo nosso corpo. Andar de bicicleta promove o respeito pelo corpo, pois quem anda de bicicleta consegue alcançar um estilo de vida mais saudável” e “Ao andarmos nus de bicicleta, nós declaramos a nossa confiança na beleza e individualidade dos nossos corpos”.
Todavia, “é óbvio que não é forçoso ir completamente nu. Mas a atitude em termos de vestuário terá de convergir para a ideia de que pedalar nu é a melhor maneira de defender a nossa dignidade e expondo a vulnerabilidade que os ciclistas e peões enfrentam nas ruas”, pode ler-se também no blog.
A WNBR realiza-se anualmente em países como Espanha, Bélgica, Alemanha, Inglaterra, Argentina, Dinamarca, Grécia, Irlanda, Japão, México, Holanda, Polónia, Suécia, Brasil, Estados Unidos, entre outros.

Apesar de o movimento ter surgido antes de 2004, em Espanha e no Canadá, só no dia 12 de Junho de 2004 é que se realizou oficialmente a primeira World Naked Bike Ride internacional em vários países.
Recorde-se que esta não será a primeira vez que os utilizadores de bicicleta se manifestam em Lisboa. Todas as últimas sextas-feiras de cada mês, pelas 18 horas, o movimento Massa Crítica faz um passeio pelo centro de Lisboa, tendo já conseguido reunir centenas de bicicletas em alguns dos eventos. ...."
in:
http://www.menosumcarro.pt/

25 março 2011

Percurso Damaia - Alcantâra ( via centro Lisboa)

Isto de ir dos suburbios para a metrópole tem o que se lhe diga! Começo logo assim para não enganar ninguém ! Por favor acabem os projectos pendentes das ciclovias em Lisboa e já agora juntem-lhe mais umas quantas!
Hoje como tinha a manhã livre decidi ir experimentar o percurso da minha casa até ao local de trabalho , tudo em bicicleta! ( o previsto depois é conjugar o comboio e a bicicleta) 
 Foi uma experiência interessante! bah!    Então é assim.... o percurso foi : Damaia - Benfica - Praça de Espanha - Av.Antonio Augusto Aguiar - Marquês - Av.Liberdade - Praça do Comercio - Cais de Sodré - ciclovia ribeirinha até Alcantara.
Neste percurso uma das grandes preocupações é tudo! lollol      bem...tudo não, mas se queremos andar num ritmo normal, mesmo moderado temos que usar a estrada ,como é suposto e não o passeio. Também em grande parte deste percurso não existem ciclovias.

 Se decidirem pelo passeio preparem-se para uma pista de obstáculos com os peões, paragens de autocarros, passeio são minimos (estreitos) e muitos deles esburacados , junto aos semáforos e passadeiras não há desnivel no lancil...etc... é mais o tempo a fazer malabarismo do que a andar.  Simplesmente não é viável ! .... se bem que numa ou outra zona é indispensável!
Para mim a Avenida da Liberdade a descer faz-se bem pela estrada...agora a subir pelo passeio sem dúvida! No regresso vim pelo Saldanha e .... rendi-me ao malabarismo do passeio porque não estava  a aguentar a pressão dos taxi drivers e dos autocarros articulados!

*** Agora um pequeno pormenor:  Deus ajude todos os que andam de cadeira de rodas....porque se já têm o problema de precisarem dela ....ficam também com o problema de se deslocarem nela! Carros em cima de passeios, em cima de passadeiras,  passeios sem desnivel ( todos deveriam ter desnivel junto às passadeiras) , as tais pedras da calçada que teimam em sair e que ninguém as repõe...eu sei lá! Deus os proteja a todos e já agora a nós! :)

Se optarem pela estrada , bem vindos à selva! Podem ser considerados GUERREIROS URBANOS! lololol Eu sei que isto não abona nada para incentivar mais pessoas para este género de mobilidade, MAS, acho que também mostrando o que ainda não foi feito, o que está errado também é um incentivo para pedirmos as tais melhorias que necessitamos!  ....e juro que se isso acontecesse nunca mais levavam comigo! :)  
Na estrada temos:  buracos até mais não....se o meu carro anda mal de suspensões por causa disso não seria de admirar que uma roda de bicicleta não se ressentisse e o rabo ; temos umas grelhas metálicas junto ao passeio com as aberturas na vertical ( bom para as rodas finas ficarem lá "coladas" e sermos projectados para o chão) poderiam ter outro formato ; temos também o que toda a gente sabe....condutores mal formados e que não respeitam ninguém.
Positivo:  as faixas BUS são porreiras mas devem ser usadas com uso moderado.....porque os autocarros não são pequenos e os táxis equiparam-se a carros NASCAR ....é com cada corrida!
Também recomendo fortemente o uso de uma máscara na boca. Nos arranques dos semáforos então ....parece que o fazem sempre a fundo....é com cada nuvem preta !

A parte tranquila do percurso é só na zona ribeirinha em que vamos protegidos na ciclovia .

 Para tirar conclusões deste percurso vi que gastei 40mn e fiz 15km . De carro demoro 15mn , de transportes cerca de 30 a 40 mn .
Há outra alternativa que é indo pelo Monsanto  e assim fica em pelo menos 7 km ....mas não evito subir da Damaia até ao topo do Monsanto! Muito suor pela manhã! O certo é que depois de subir o Monsanto todo...depois é sempre a descer! Esse será o próximo teste!

Fotos da manhã com alguns avistamentos pela cidade.
Desculpem as desfocadas ...mas era à pressa para conseguir apanhar o momento.











23 março 2011

Dar a volta à crise...

CRISE! O país está em crise! Esta é a palavra mais lida, vista e ouvida na actualidade. Para uns é uma simples palavra que pouco lhes toca, para outros não lhes toca mas estão solidários e existem aqueles, talvez em maioria, que a andam a sentir na pele. Nada ajuda , é o aumento dos impostos, o aumento das taxas bancárias, o consequente aumento em produtos seja de que género for....enfim é complicado!

Com isto...... é engraçado, sem piada nenhuma, ver a ginástica que se tem que fazer para mantermos a cabeça à tona de àgua. Nesta altura vale tudo e o que para uns já era normal para outros vai-se tornando normal ainda que com alguma "vergonha". Falo das compras em supermercados com preços mais em conta, falo de comprar produtos de marca própria desses supermercados , falo do uso de transportes públicos, falo do ainda pouco uso da bicicleta mas que se encontra em fase crescente, etc....tanta coisa.

Em tempos passados e não muito distantes pareciamos os novos ricos em que nos queriamos  "afirmar" , criar um "status" na sociedade, seja lá o que isso for! Marcas brancas era coisa de pobres, gasolina barata era porque tinha àgua acrescentada, transportes públicos...que horror!   lololol  
Hoje.... estamos a voltar ao tempo dos nosso pais, senão indo atémais longe, ao tempo dos nosso avós! ( isto a meu ver, atenção)  A diferença é que se lhe dá o toque "chic" ! Até começamos a ver o aumento das "hortas biológicas" em que as juntas de freguesia disponibilizam um terreno dividido em talhões para as familias cultivarem ou jardinarem o que quiserem...É Chic...Não, não é por necessidade...é para os miúdos verem como os legumes crescem! Não nos esqueçamos que as hortas em tempos começaram a desaparecer e ninguém parecia querer saber delas. Sobravam umas pequenas hortas e pouco mais....a cidade engoliu o resto!

Eu não acho nada mal! Bem pelo contrário! Acho é que não há que ter "vergonha" das coisas! Elas são como são , e se os produtos mais baratos estão ao nosso dispor...porque não?! Ter uma hortinha e ter uma pequenissima produção própria...porque não?!  Fazer mal ,não faz! Inferioriza?! Acho que não!

Com isto da crise e estes pequenos actos acho que ganhamos uma coisa que à muito se estava a perder! Solidariedade!   União com a família, filhos, vizinhos! Bem alguma coisa tinha que se aproveitar disto não é!? Somos ou não portugueses...... o povo do desenrasca?!

Sei que pouco ou nada disto estava ligado às bicicletas mas serve de desabafo de quem anda "apertado" .   

Falando agora sim de bicicletas e ....da crise...ahahaha , também tive que adaptar os passeios com o meu filho. O bom das crianças é que nem sempre notam o estado em que andam as coisas e contentam-se com pouco...portanto para um fim de Domingo ( isto num fim de semana sem ir a lado nenhum especial ) fomos até Algés!

O que tem de especial Algés?! Nada de especial...é um sitio simpático, mas nada mais...o que tem é uma estrada inacabada e que está fechada ao transito e onde o meu filho pode andar à vontade de bicicleta sem eu andar preocupado com os carros .  


Ele divertiu-se, nós também, foi económico porque estou a 5 mn de Algés e andar na rua ainda não se paga....foi um bom fim de tarde! AH e ainda fomos brincar um pouco no que já foi a praia da Algés! Bem que podia ser limpa!
É bom ter filhos e vê-los satisfeitos!
Quanto ao resto....aguenta e não chora! Vamos levando um dia de cada vez!







19 março 2011

Uma tarde solarenga!

Em mais um dia de caminhada de regresso a casa aproveitei e andei de máquina em punho ....e quem diz que há poucos utilizadores de bicicleta?!  Somos cada vez mais! Não sei quais os motivos?! ...saúde, diversão, mobilidade talvez !?....o que sei é que gostei de ver!
 
  

 Curioso é que as BTT ainda são rainhas na preferência dos utilizadores quando existem opções mais confortáveis para cidade....bem mas.... com tanto buraco nestas estradas, se calhar até é a opção mais sensata!

17 março 2011

Uma boa ajuda ... (video)

Para quem está mais incapacitado existem alternativas! É preciso dá-las a conhecer!


Andar de comboio pode ser alternativa?!

Andar de comboio pode ser alternativa?!
 

Bem, só posso responder por mim e a resposta é sim! Se bem que comecei com o pé errado, ou seja na altura das greves! Raio de mês que fui escolher!
Pela vantagem em morar junto a uma estação de comboios e trabalhar junto a outra, era só fazer 1+1 ! Mas eu para contas tá quieto! ....
Nunca me tinha dado ao "luxo" de apanhar o comboio para ir trabalhar porque saio de casa muito cedo ou, devido a turnos rotativos, saio do trabalho muito tarde e o carro à porta é um convite irrecusável , ainda por cima sabendo que neste horário não tenho que me preocupar com trânsito...portanto a deslocação faz-se em 10 ou 15 minutos . Tive que me deixar de preguiçar, não por promessas, não por castigo....mas sim para me mexer mais e por sentir-me estúpido em fazer uma deslocação tão directa e andar a gastar gasóleo e o carro ( as nossas belas estradas esburacadas) à toa nesta altura em que o dinheiro está tão caro!
Está a resultar e estou a gostar! é claro que se me apetecer posso sempre levar o carro, é como referi, não fiz nenhum pacto com Deus!





Agora a parte negativa:  por enquanto...as greves!  Alcântara-Terra deve ser um daqueles destinos paradisiacos em que só se consegue lá ir uma vez na vida....pelo menos de comboio! Desde que ando nestas voltas ainda só consegui chegar lá uma vez de comboio! uma vez! ( no meu caso e no meu horário disponivel.... o limite suficiente para não chegar atrasado ao trabalho) Tenho lá chegado graças ao autocarros que saem da estação de Campolide...bem -hajam!

Outros aspectos negativos: umas estações maltratadas por vandalismo, outras meio "abandonadas" com bilheteiras fechadas ( viva às máquinas que não respondem a dúvidas) e uns quantos comboios maltratados. É pena andarem tantos animaizinhos à solta!

Para a coisa ficar perfeita para mim era terminarem com as greves e eu arranjar uma bicicleta dobrável para as outras deslocações durante o dia. Sei que é permitido levar a bicicleta no comboio, mas a de btt/citadina é demasiado grande. O comboio vai sempre a 70 ou 80% de lotação ( linha de Sintra) e uma bicicleta daquele tamanho não ia conquistar a simpatia de ninguém.


Comboio= Alternativa ?!  Diria que sim! é mais ecológico , rápido, permite a troca com outros transportes publicos nas próprias estações, relativamente barato porque nem sempre são preciso aqueles passes de 50 ou 60€ por mês...o meu custa 22€ .


13 março 2011

Geração à Rasca! - Lisboa


 Também eu lá fui! Não sou de manifestações nem greves, mas esta era importante, pelo menos eu não me arrependi de ir. Eu podia ser uma gota de àgua no oceano mas fiz parte dos 300.000 que pelo país inteiro demonstraram que não estão lá muito à vontade com isto do apertar o cinto! No regrets!
Fiz o que queria, ou seja ...participei, fotografei ( meu hobby) , encontrei muitos colegas de profissão ( pessoal da tv ) que já não via à uns tempos e posso dizer que me diverti, não foi uma coisa tristonha mas sim uma grande festa contra esta miséria em que se encontra o país. Já dizia o outro: "....o que faz falta é animar a malta...." !
Por lá encontrei umas quantas bicicletas acreditando que fosse uma boa solução para lá chegar. Eu por morar colado a uma estação de comboios encontrei a minha solução ultra-rápida para chegar ao Rossio e por incrivel que pareça , mesmo com tanta gente a deslocar-se para o centro de Lisboa o comboio não ia a abarrotar como pensava.





09 março 2011

Alternativas económicas... (video)

Vale a pena conhecer o que se faz ou fez por esse mundo fora! No caso dos EUA também eles estão a aprender depressa e este é mais um exemplo disso:


"Floating Parking" & Bike Buffer Zone in Separated Bike Lanes from Streetfilms on Vimeo.

Vale a pena seguir os videos de :  http://vimeo.com/streetfilms

06 março 2011

My SUB :)

A minha manta de retalhos! ahahaha   Nunca a quis abandonar, pode-se dizer que é amor ....mas a verdade é que esta foi a minha 1ª bicicleta a "sério" e que me acompanhou desde 1995 . 

Tive outras e tenho esta foto de mim com uns 4 anos em que as recordações são ......só esta foto.

 Nem memórias nem bicicleta....nunca mais soube nada dela! foi um relação que não teve tempo para acender a chama.
Passados uns anos, aí sim, lembro-me de uma BMX com um amortecedor ao centro do quadro que me deixou muitas e boas recordações, lembro-me de ir à "vila" buscar o pão para o pequeno-almoço , lembro-me das 1ªs explorações dos arredores e que em cada saída me afastava mais, lembro-me de andar sempre com a minha prima de bicicleta lá pelas serras, lembro-me dos ralhetes do meu pai quando fazia derrapar a roda de trás e que ele dizia que depois não me comprava mais pneus! lol Lembro-me de andar sempre a pintá-la com riscas, listas, só de um cor, combinações de cores....etc....qual camaleão!  Excelente bike e o que dava hoje para que ela fosse viva e poder ver o meu filho andar nela! Gostava que ele sentisse tudo o que senti naquela altura!
Depois da BMX....nada! os tempos mudaram e antes pão na mesa do que gastar dinheiro nas bicicletas. Não posso criticar o meu pai....pois compreendo agora essas dificuldades....pois parece que estamos a voltar a esses tempos.  De bicicletas, serviam as dos meus primos ...bicicletas de montanha! wow!!! um sem fim de velocidades....brutal....não havia limites para onde se conseguia chegar...que sonho! Tinha que ter uma!
E sim consegui ter uma ! a tal do inicio do texto! Uma BH SUPRA 200!
Reluzente , travões do camandro....velocidades?! Muitas! ahahah Que bomba! Melhor ela do que aquele que a montava! ahahha Essa bike levou-me longe!....foi minha fiel companheira anos a fio , em passeios de amigos, 1ªs maratonas de BTT...tudo! Ainda a meio da sua vida , de origem, já só tinha o quadro! o resto dos upgrades iam surgindo pela necessidade de substituir peças danificadas e de conseguir acompanhar os companheiros de pedaladas....sim porque a culpa não era das pernas! lol
Houve um dia que teve que ter um fim, não por me ter falhado....mas uma pessoa quer sempre mais! Chama-se gula! :) Comprei um novo quadro, transferi o material todo e assinei a sua sentença a uma cave e assim ficou...fechada, despida e sem companhia, ou melhor ...a olhar para a substituta bem mais leve , de aluminio, mais volumosa....
Com o passar de mais uns anos e com isto das internets , foruns e afins...rendi-me ao mundo das singlespeed"s! nome pomposo para o que os avós já chamavam de pasteleiras com uma velocidade! lol
Indo à origem das SS"s , o conceito era (curto e grosso) aproveitar tudo o que fosse "lixo", melhor...sobras ou peças já não desejadas....juntar bem...agitar.....carreto ss e cábum....uma SS fresquinha!
 Bom, eu conhecia o quadro ideal que queria voltar a ter alegria e assim re-surgiu a minha menina!

Versão SS normal
 Versão mini-van  ou SUB   aqui ainda sem cadeirinha para o puto
Tem um rolar bem suave talvez pelo quadro ser em ferro e pelos pneus serem gordinhos. Em SS normal a relação parece curta e queremos andar mais rápido e aquilo não desenvolve....mas bem carregada com compras e o puto na cadeira , está ideal!  Porreiro pá!  e só me custou ...20 ou 25€ que foi o preço da "suspensão" , porque o garfo já tinha os dias contados....tudo o resto foi o acumular de lixo de muitos anos.
Viva a reciclagem!   :)

05 março 2011

Estilos de vida...

Com o inicio deste blog e para quem não me conhece.... quero dizer que não sou um falso "padre" .  Não irei tentar impingir a toda a gente o que é bom e tal se depois eu próprio não o sigo. Da minha parte ,tento mudar a minha vida aos poucos , sem colocar a fasquia muito alta e sem prazos!

Infelizmente não ando tanto de bicicleta como desejo, mas o desejo de largar o carro nas voltas mais pequenas é muito. Voltas em familia ao fim de semana acredito que começarão a ser mais frequentes, idas ao supermercado também, a ida para o trabalho está em fase de estudo. Trabalhar por turnos não facilita e talvez por comodismo ou preguiça ou os dois...ainda me custa imaginar levantar um bom bocado mais cedo para conseguir entrar no trabalho às 07 da manhã. No turno da tarde/noite o que me custa imaginar ainda é sair às 23.00 e possivelmente chegar a casa perto das 00.00 quando de carro ou mota demoro 15 minutos. O que ando a magicar é conjugar com o comboio e esse 1º passo está tratado! Vou começar a ir de comboio e a pé, estou cansado de andar de carro ! Depois de ter a coisa bem estudada vejo se nesta deslocação de comboio é facil introduzir a bicicleta ...nem que seja para o regresso do turno da manhã ou para a ida para o trabalho no turno da tarde.

Hoje as coisas já me alegraram! De vez em quando aos sábados vou com o meu filho ao mercado/supermercado a pé , são cerca de 2 km que se fazem bem, mas o regresso é sempre mais complicado com os sacos cheios e ele pedir-me para ir ao colo porque já está cansado , então decidi levar a bicicleta com a cadeirinha....e estudei mais ou menos como haveria de trazer o saco de compras ( tenho suporte para alforges, mas não tenho alforges) pois a cadeira ocupa o espaço todo atrás , mas deu para prender o saco. Como é pertinho foi muito rápido , não vim aflito das costas de segurar os sacos numa mão e o meu filho ao colo....divertimo-nos....conclusão foi um sucesso!
Ah ....e não desesperei à procura de lugar caso tivesse ido de carro, porque para quem conhece Benfica....sabe que é uma odisseia!

* Só um pequeno apontamento negativo e possivelmente uma sugestão a fazer ao supermercado "pingo doce"  :  uma vez que tem parque de estacionamento subterrâneo, foi a minha 1ª escolha para não me desaparecer nada da bicicleta...mas tive que a prender à estrutura onde estão os carrinhos de compras porque não havia lá nada para bicicletas e não era má ideia. Lugares para carros são bastantes, para motas uns 4 ou 5 ...não custava muito colocar lá um ou dois suportes para bicicletas.

* irei colocar uma foto da bike, esqueci-me de levar até o telemóvel com o entusiasmo .  :)

02 março 2011

01 março 2011

Ciclovias - Pontinha / Hospital da Luz - C.C. Colombo

Neste troço nada a apontar. É um caminho bem curtinho , e posso dizer bem aproveitado, pois evita a via principal que é bastante movimentada e passa assim por dentro de uma pequena urbanização .Corta caminho e dá uma lufada de ar fresco!

Começamos no mesmo ponto do post anterior...
 ...atravessamos a estrada e seguimos junto às traseiras destes prédios...
 ....atravessamos a urbanização....
 ...curiosamente com muitos STOP"S  !?  então ?! como somos veículos deviamos circular na estrada  e dar prioridade aos peões nas passadeiras...mas como temos ciclovias temos que as usar e passamos a ser como os peões, mas ao atravessar uma estrada temos que dar prioridade aos....carros e perder a nossa?! que por sua vez param para dar prioridade a quem vier ao nosso lado a pé!?  Até quem vier de carro fica confuso! ahahah   " ó amigo...só passa o que vai a pé!!! hein!!! "      Mas atenção se desmontarmos da bicicleta e a atravessarmos a pé voltamos a ser peões e ignoramos aqueles Stop"s!    MEn!!!!!! estou confuso!!!!! 
 Aqui podemos respirar um bocadinho de ar puro!

 ...e mais uma prova que vale a pena investir nestas infraestruturas! Não acredito quando dizem que não merece a pena investir em coisas que depois não têm uso, pois não é o caso destas vias! Desde que bem localizadas muitos vão tirar partido delas!
 ...e de volta à realidade! mas aquela centena de metros valeu ouro! Quem se desloca de carro nunca consegue tirar partido destes locais mais escondidos, às vezes nem sabe que existem e passam por eles todos os dias!
 Vista inversa. Viemos lá do fundo do lado esq.    No lado direito da imagem temos o Hospital da Luz.
Daqui para a frente temos a ligação à ciclovia que passa em frente ao Colombo e que segue para Benfica ou Telheiras